melodia dos mortos

Imagem de vintage, dark, and photography
Olá, como vai você? Espero que realmente bem. Bem, agora estou realmente declaradamente em férias; se estou feliz? Mais impossível, eu realmente estou extremamente cansada de minha rotina, é algo realmente exaustivo; nestes últimos tempos ando afundada dentro de uma infelicidade absurda, não há nada que realmente seja capaz de satisfazer-me. Okay. Eu admito, isto soou um tanto dramático, mas é que eu realmente não sei o que pensar ou fazer quando a leitura ou a música já não é mais capaz de preencher meu vazio. É sim um tanto deprimente não ter a capacidade de expelir de minha alma toda a arte que nela habita, toda a poesia que fizera de mim viva; mas tudo bem, acontece, certo?

Cá torno eu, mostrar-lhes uma parte de mim pouco conhecida, a parte erudita. Quando me faltam palavras, creio que a única coisa capaz de traduzir o que sinto é a música - as mais lindas poesias ditas em singelas notas em tal harmonia inexplicável. Através de tais melodias, espero poder transmitir-lhes paz e liberdade mas, também minhas angústias que são libertas a cada nota tocada.

6 comentários:

  1. Eu não conhecia esse estilo de música, eu até abri os vídeos só que são bem grandes e não dá para eu escutar todos agora. Mas o primeiro eu estou escutando, e até gostando. Acho que essas músicas precisam de um momento certo para serem escutadas, para que a gente possa sentir. As vezes antes de dormir eu coloco um instrumental de piano qualquer e fico escutando, mas agora passarei a ouvir essas melodias recomendadas por você.
    (Gostei mesmo da primeira!)
    https://domvisconde.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico enormemente feliz que tenha gostado, a serenidade de tal sinfonia é realmente algo relaxante; eu a considero quase um mantra uahuha
      Realmente, há momentos que são mais propícios para ouví-las - assim podendo sentí-las também.

      Excluir
  2. Música erudita me remete à fantasia e contos de fada, um mundo intocável e utópico, mas estaria mentindo se dissesse que não me deixa profundamente triste as vezes. De qualquer forma, me cativa de tal forma que eu paro o que estiver fazendo apenas para apreciar um acorde de violoncelo ou ouvir as teclas de um piano martelarem.
    Fiquei encantada por Lacrimosa e Serenade mas sem sombra de dúvidas Winter me fez viajar além da minha perspectiva.
    Traga quando quiseres este conteúdo pois me agradou por inteiro.
    E assim como há dito deixo meu adendo: "onde palavras falham, a música fala". É como se fossemos seres incompletos e a música fora criada pela humanidade para preencher as lacunas de nossos sentimentos.
    Antes que me esqueça, deixei uma resposta a ti em meu blog e gostaria que visse, acredito que subestima sua mente brilhante a ponto de achar-se inferior, saiba que para mim, és grandiosa e uma fonte de inspiração inesgotável.

    Fique na paz de tua erudição, princesa.

    ✽ http://anoitecei.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, chega à ser um tanto mágico, não achas?! A música nos complementa de forma imensurável.
      Logo verei tua resposta, pode deixar!

      Moça, tuas palavras me encantam e o teu ser abraça minha alma.
      Fique com todo o bem que há no mundo ♡

      Excluir
  3. Luce, estou encantada. O seu jeito de escrever e o teu blog me agradaram bastante. Eu tenho depressão então dá pra entender um pouco do que estou falando. Algumas destas músicas eu conheço e com certeza são imortais.

    Adoro Schubert, nunca me canso.
    Ah, você certamente deve conhecer Chopin! Ele é o meu pianista favorito (me julgue) e o nome do teu blog lembrou-me outro, o Brian Crain (sei que é Brain teu blog, hihi). Ele é um pianista atual e tem umas músicas que me fazem querer viver e sair rodopeando pela casa.
    isamateur.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o conheço muito bem! Aliás, fiquei com uma dúvida cruel entre acrescentá-lo ou não à minha lista e, acabei por não acrescente, já que seria incapaz de deixar por aqui apenas uma única composição.
      Ainda não conheço Brian Crain, mas certamente tratarei de o conhecer!

      Fico imensamente feliz por tua visita e mais feliz ainda em saber que gostastes de minha morada; volte sempre que quiser, és muito bem-vinda!

      Espero que fiques bem ♡♡

      Excluir